Central de Atendimento: 55 (11) 3723-7660 / 94007-0733

Evitar a gripe e a pneumonia, comuns na temporada primavera/verão, requer medidas simples, como tossir protegendo a boca, lavar bem as mãos e evitar contato com doentes.

Com a proximidade do verão, que começa em dezembro, muitos acreditam que estarão protegidos contra gripes, resfriados e pneumonia, enfermidades consideradas típicas do inverno. Porém, todo cuidado é pouco, pois as doenças pneumocócicas ocorrem em qualquer época do ano. A pneumonia, cujo dia de combate foi lembrado no dia 12 de novembro, é a segunda maior causa de hospitalizações no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, figurando como principal causa de morte prevenível por vacinação em crianças, sendo responsável por cerca de 20% de 8,8 milhões de óbitos em todo o mundo. No ano passado, mais de 680 mil pessoas foram internadas com pneumonia no país, no Sistema Único de Saúde (SUS). Ao lado da pneumonia, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o vírus influenza também preocupa: responsável pela gripe, ele atinge anualmente entre 5% e 10% da população mundial. Embora seja considerada uma doença benigna, não se deve esquecer que a gripe também pode apresentar muitas complicações. O problema é que a dúvida entre pneumonia e gripe ocorre porque elas têm alguns aspectos parecidos e ambas acometem as vias respiratórias, porém com características distintas.

A elevação da temperatura merece atenção redobrada, uma vez que o uso de ar-condicionado e ventiladores aumenta e, com isso, há um maior contato com ácaros e fungos. Esses equipamentos, quando não higienizados corretamente, são importantes propagadores de agentes causadores de problemas respiratórios, como a Legionella pneumophila e as bactérias Haemophilus. O tempo seco deixa ainda a mucosa mais seca e vulnerável. Por isso, mantenha-se atento.

O clínico geral Breno Figueiredo Gomes, presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica – Regional Minas Gerais e diretor técnico do Hospital Felício Rocho, em Belo Horizonte, explica que a gripe, a virose, o resfriado e a pneumonia são infecções das vias aéreas. “A gripe e o resfriado são viroses (causada por vírus). A gripe é causada pelo influenza e é mais forte que o resfriado (causado por centenas de outros vírus). A pneumonia é uma infecção das vias aéreas baixas (pulmões) e é causada tanto por bactérias quanto por vírus. Breno alerta que a pneumonia é uma doença perigosa e, se não for tratada adequadamente, pode levar o paciente à morte.

Uma simples ação a ser tomada para minimizar o risco destas infecções é realizar sempre manutenção de equipamentos condicionadores de ar e higienização de seus filtros de ar. Essa ação deve ser tomada tanto em ambientes climatizados fixos (casas, restaurantes, escritórios…) quanto móveis (carros, ônibus, aviões, navios…).

Fonte: CORREIOWEB